Marco Vigário - Pinheirense “certamente estamos a começar a incomodar”



Há momentos numa declaração na sua página de facebook acusa de o clube ao qual preside, estar a ser perseguido sem saber o porquê.Marco Vigário mostra-se indignado por tudo o que tem “sido dito e escrito sobre o que se passou no Burinhosa – Pinheirense”, e de quererem catalogar o FC Unidos Pinheirense como um clube de insubordinados, coisa que o dirigente valboense refuta, dizendo que os erros do passado não representam a actualidade e que já pagaram por esses erros, mas lamenta e considera que continuam a “ser bastantes prejudicados”.Apesar de não o referir e que pode levar à dúvida as declarações do Presidente quando diz “em duas semanas foi-nos nomeados a mesma dupla de arbitragem”, o que o dirigente quer dizer é que nas últimas duas deslocações fora de portas, (CDS Aves e CD Burinhosa) a dupla de arbitragem foi a mesma, José Gomes e Francisco Costa (AF Viseu) e o cronometrista Rui Ventura (AF Guarda), onde considera apesar de ter vencido na Vila das Aves, foram “muito prejudicados”, em Burinhosa foram “mais objectivos, agindo disciplinarmente nos momentos certos para nos prejudicar”.Marco Vigário refere-se às observações do Árbitro na ficha de jogo (imagem) onde diz, “O jogo terminou aos 9’30’’ da 2ª Parte por mútuas agressões na superfície de jogo, não sendo possível identificar todos os agressores” e diz concordar que quem agrediu, “tem de ser punido, mas foram castigados jogadores do Pinheirense que nada fizeram” e acusa que o foi escrito pelo árbitro na ficha de jogo não corresponder aos castigos aplicados, já que foram castigados, “quatro atletas do Pinheirense e apenas um do Burinhosa”, e remata com um, “certamente estamos a começar a incomodar”.


Neste comunicado Marco Vigário também se refere ao castigo aplicado ao seu atleta Formiga num caso que foi castigado por considerarem que o atleta agrediu o treinador do SL Benfica Joel Rocha, acusando dois clubes que fazem e desfazem onde dá exemplos do seu atleta Formiga e do treinador Pedro Henriques que foram castigados na base das queixas e imagens apresentadas pelo SL Benfica e Sporting CP respectivamente e acusa, “eu sei que não somos o Benfica nem o Sporting, sim eles fazem e desfazem o que querem e castigam como querem”, e para reforçar esta ideia chamou ao comunicado os processos da Final-four da Taça de Portugal em Gondomar, quando alguns desses jogadores saltaram a vedação no final do jogo e “andaram à patada… ok ninguém viu.”O presidente considera que o CD da FPF, “tinha a obrigação de ver as imagens e não castigar quem está inocente e castigar os culpados”, referindo ao jogo com o Burinhosa.E no final do comunicado faz referência à colectividade que preside, “Somos um clube pequeno, chegou à 1ª Divisão como era sonho nosso, não comprando direitos desportivos de outros clube, como alguns (não especificando mas referindo-se ao SL Benfica que entrou no futsal comprando os direitos desportivos do GD Olímpicos em 2001), temos dez equipas a praticar futsal mais a escolinha e temos sido um alvo a abater”, e finaliza com um “grito” de indignação, “o Pinheirense e o Concelho de Gondomar merecem ser respeitados”.Na parte final do comunicado Marco Vigário diz, “ando no futsal por amor ao mesmo, pago para lá andar, isso sim é amor à modalidade, quem ganha com o mesmo tem de ter consciência do que se anda a fazer”.O Pinheirense desloca-se este sábado a Vila do Conde para defrontar o Rio Ave FC pelas 18h00, a contar para a sétima jornada da Liga Sport Zone, e frente a frente estarão duas equipas com igualdade pontual (9 pontos) e que ocupam a quarta (Rio Ave) e sexta (Pinheirense) posição.

texto(futsal-porto-distrital)
Vídeos
Vítor Hugo: "Sou mais um para ajudar Portugal" | Vídeo
Márcio: “Chegar à Seleção era o meu sonho”
Nilson: "Temos uma palavra a dizer"
Jorge Braz em entrevista para o FPF360 | Vídeo
Os melhores golos da Edição 2018 da Taça da Liga de Futsal
Conferência de imprensa com Nuno Dias e Joel Rocha
Entrevista de Bruno Gomes ao a Tarde é Sua
Os capitães das quatro equipas presentes nas meias-finais falaram, esta sexta-feira, sobre os respetivos encontros e manifestaram a ambição de marcar presença nas grandes decisões.
Clubes sensibilizados para o combate ao match fixing
Antevisão da Taça da Liga pelos oito treinadores finalistas