André Lima: "sou único treinador campeão europeu... Entretanto a minha licença caducou"



André Lima, treinador campeão europeu como treinador pela Benfica, escreveu na sua página pessoal acerca do Título Profissional de Treinador de Desporto Futsal”

"Não ia falar sobre este assunto porque pensei que era perder o meu tempo. Mas depois o que aconteceu com o Rubem Amorim tenho que falar. Bom, como todos sabem estou na China vai fazer 8 anos, não são 8 meses, são 8 anos. E nestes anos não tive oportunidade nem me deram opções para ir às formações contínuas que é exigida pelo IPDJ para continuar a ter a minha licença de treinador para continuar a trabalhar. Entretanto a minha licença caducou por falta de créditos, o que me criou um problema grave porque sem a minha certidão de treinador não posso ter o visto de trabalho na China. Certidão de treinador que a ganhei com muito esforço, dedicação e sacrifício. O meu visto de trabalho terminava a 31 de Dezembro de 2018, a situação era esta, ou tinha a certidão ou tinha que sair imediatamente da China. Entretanto enviei alguns emails para o IPDJ a informar a gravidade da minha situação e da minha família que está comigo estes anos todos. Dito isto, e depois de ter passado pela situação mais difícil desde que aqui cheguei, ironicamente foi por uma situação vinda do meu próprio país. A resposta do IPDJ foi ainda mais triste. O email dizia, " lamentamos a sua situação mas não podemos ajuda-lo porque não podemos ir contra a Lei" eu pergunto, a China foi contra a Lei em dar-me o visto ?

Dito isto a unica coisa que tinha a fazer era expor o meu problema ao governo chinês. Depois de varias entrevistas e analisarem o meu percurso ligado ao futsal e futebol em Portugal, o meu trabalho na China nestes 8 anos, resolveram abrir uma exceção que são raras nestes país, deram-me o visto de trabalho. As próprias autoridades chinesas questionaram- me o porquê de caducar um certificado de treinador tão rico, tanto Portugal como na China. Algo que também não sei responder. O que sinto é indignação, pois de uma maneira injusta, estão a privar-me de ter acesso ao mercado de trabalho, trabalho que faço há mais de 20 anos sem interrupções, trabalho esse que me dedico com paixão, com compromisso, com responsabilidade de dar uma boa imagem minha e do meu país. Sim porque parece que se esquecem que sou um treinador português orgulhoso na China. Espero que este comunicado sirva para alertar para outros casos de treinadores no estrangeiro que estão na mesma situação ou perto de estar. Que fique bem claro que não sou contra formações, mas sim contra este sistema de créditos que não passa de um negócio que só prejudica os treinadores profissionalmente e pessoalmente.

Gostava só de lembrar a quem está sentado numa secretaria a mandar, que joguei 111 vezes pela seleção nacional marquei 107 golos, e em termos de clube sou único treinador campeão europeu.

Vídeos
Janice "focadas e unidas"
Ricardinho em entrevista no "Mini Atleta"
Os 3 melhores golos da Jornada 18 da Liga SportZone
Os melhores golos da Jornada 21 da LNFS
Portugal vence último ensaio para o Europeu | Vídeo
Grande Golo de Ariadna
Gazprom Ugra - Sinara | Live | 10h
Portugal goleia Hungria 9-0
Brasil vence Espanha no segundo duelo | Vídeo
Ricardinho quer estar em Gondomar
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial