Após reunião com clubes, CBFS adia a final da Taça Brasil para 25 de agosto



A Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) adiou a final da Taça Brasil de Clubes para o dia 25 de agosto, às 14h. O torneio, que seria decidido inicialmente no último domingo, em Erechim (RS), foi interrompido após a morte do pivô corintiano, Douglas Nunes, horas após a semifinal.

Após a morte do jogador, a CBFS chegou a remarcar a decisão entre Atlântico e Carlos Barbosa para esta terça-feira, às 19h. No entanto, após uma reunião com os dois clubes finalistas ficou acertado o novo adiamento.

Recorde-se que o jogador com diversas passagens pela seleção brasileira, Douglas Nunes, foi assassinado após uma discussão na saída de uma casa noturna. Na tarde deste domingo, Ricardo Jean Rodrigues, o autor dos disparos, entregou-se à polícia de Erechim.

Ricardo, que já havia sido preso por tráfico de drogas, estava em prisão domiciliar. Douglas Nunes, que é irmão do veterano pivô Betão, foi enterrado nesta segunda-feira em São Paulo.

Confira a nota da CBFS
"Após reunião entre ACBF (RS), Atlântico(RS) e CBFS, em respeito ao atleta Douglas Nunes da Silva, pivô da Seleção Brasileira e do Corinthians (SP) fica definido o adiamento da partida válida pela final da 46ª Taça Brasil - Adulto Masculino - Divisão Especial para o dia 25 de agosto (domingo) às 14h no ginásio do CER Atlântico, em Erechim (RS)."


Vídeos
José Luís Mendes: “Não fomos a equipa que gostávamos de ser”
Pedro Palas antevê partida das meias-finais frente à Croácia
José Luís Mendes: “Portugal vai jogar para ganhar”
José Luís Mendes: "Primeira parte muito bem conseguida"
José Luís Mendes: “Estivemos bastante bem”
Cerro Porteño conquista 5º titulo consecutivo no Paraguai
Corinhians vence Barcelona por 4-2 na World Intercontinental Cup | VÍDEO RESUMO
Gustavo Rodrigues: "Chegar ao Europeu bem preparados"
Acompanhe em direto as 3 partidas da World Intercontinental Futsal Cup
Movistar Inter antevê participação na International Master Futsal
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial